segunda-feira, julho 20

No dia do amigo, uma grande perda na família

 

Essa semana, deu no G1 uma matéria sobre os “imigrantes de luxo do Canadá”. Como esse blog não é só pra falar de coisa boa, queria então deixar uma mensagem pra quem ainda tá resolvendo se pica a mula ou não.

Ficar longe da família é barra. A gente costuma pensar que vai sofrer a falta das pessoas principalmente nos dias de celebração: aniversário, natal, etc. E quando morre alguém? E se não der pra pegar o primeiro avião pra ficar junto?

Hoje faleceu um dos primos do Zé, o Ricardo, 33 anos. Foi em Porto Alegre. Um dia muito triste…

7 comentários:

Bea disse...

=( puxa... sinto muito...

força pro Zé!

bjokas,

Bia

Lely K. disse...

Que triste.
Distância da família é realmente muito difícil.
Sinto muito. :(

P disse...

faz parte da vida, mas nunca nos consolamos... força e coragem!

[]s
p

Camila disse...

Puxa...

Força! :o/

Claudinha disse...

pois é...ficar longe da terra é muito dificil...e ficar longe da familia é mesmo um tormento não só nas datas significativas mas também quando alguma coisa esta acontecendo...as coisas boas para partilhar ficam só por skype..e aquela camera com um atraso horroroso da mais aflição que gozo da partilha...mas quando perdemos alguem especial a dor é a duplicar...
Percebo a sua triteza e deixo um grande abraço solidário de imigrante...
Beijos a vcs os dois desde além mar...

Ronaldo. disse...

Primos,
aqui, aí, onde quer que estejamos, o importante é deixar pra quem fica a certeza que o Ricardo nos deixou. Certeza de que ele aproveitou muito bem o tempo que esteve entre nós! Bola pra frente, vamos seguir o exemplo dele.
Abração!!

Jean Perfeito disse...

Bah.. Ele foi meu colega de MBA na FGV agora em 2009.. Boas lembranças.. Grande amigo!

Abraço..
Jean Marcus Perfeito